Protesto contra deputado Marun vira “tiro pela culatra” para manifestantes

Parlamentar foi ao encontro de grupo e evitou de levar ovada

Política Imprimir
Terça-Feira, 28 de Março de 2017 - 06h01

O deputado federal Carlos Marun (PMDB) já marcou ontem mesmo diálogo com manifestantes que estavam acampados em frente ao aeroporto de Campo Grande. Eles ameaçaram jogar ovo no parlamentar no momento no embarque a Brasília para dar continuidade a mais um passo na reforma da Previdência. Por esse motivo, Marun desistiu de embarcar e foi até o acampamento conversar com os militantes.“Não gostaria de receber ovos. Vou atrapalhar os outros passageiros do voo”, brincou Marun.

Mesmo com as tentativas de intimidações por parte dos manifestantes, o presidente da Comissão da Previdência na Câmara dos Deputados reforçou a necessidade da matéria ser aprovada. Por isto foi até ao acampamento dos manifestantes em frente ao Aeroporto Internacional de Campo Grande para dialogar. “Já falei com o pessoal da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Mato Grosso do Sul) e vou recebê-los na segunda-feira”, comentou o parlamentar.

Marun, também, questionou os professores e muitos outros servidores contrários à reforma de não ter a iniciativa de conversar com ele. “Não quero esse constrangimento de receber ovadas. Estou aberto a diálogo, já conversei com policiais, com a Federação de Agricultores Familiar, mas a Fetems nunca me procurou”, indignou o deputado que continuou seu discurso garantindo sua acessibilidade. “Só que não posso receber vocês no meio da rua. Pega meu cartão e marcamos reunião no meu escritório”, sugeriu.

Fonte: Campo Grande News

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br