JBS da férias coletivas para funcionários em Naviraí e outras duas Unidades

Economia Imprimir
Quarta-Feira, 29 de Março de 2017 - 20h17

Os funcionários da JBS em Naviraí e outras duas unidades em Mato Grosso do Sul souberam nesta quarta-feira (29) que terão 20 dias de férias coletivas. A empresa, implicada na operação Carne Fraca, da Polícia Federal, emprega 12 mil pessoas em 9 unidades sul-mato-grossenses, e controla 85% do setor estadual.

Além de Naviraí também param atividades os funcionários de Nova Andradina e Anastácio.São cerca de 2 mil trabalhadores empregados nas três unidades de abate de bovinos, segundo o presidente Stiaa/CG (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Campo Grande), Rinaldo Salomão.

“A gente está preocupado, porque toda vez que acontece isso é uma crise. Isso aconteceu na febre aftosa, aconteceu com o Grupo Independência, que era forte, com o grupo Maggi. Então, quando começa esse problema, o prejuízo de um dia em um frigorífico é muito alto, sai mais ou menos quase 15 carretas por dia”, relatou ele, que também é secretário nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA).

Em todo o país são 10 unidades das 36 que serão paralisadas com redução de 35% na produção, segundo o grupo. São Paulo, Mato Grosso, Goiás e Pará também estão na lista, e a JBS declarou que as férias coletivas podem se estender por mais dez dias. Ainda não há informação sobre dispensas.

Na última semana, a JBS havia suspendido as atividades de 6 dos 7 frigoríficos, mas, na segunda-feira (27), anunciou que as atividades foram retomadas. “A medida é necessária em virtude dos embargos temporários impostos à carne brasileira pelos principais países importadores, assim como pela retração nas vendas de carne bovina no mercado interno nos últimos dez dias”, explicou a empresa, por meio da assessoria de imprensa.

“A companhia esclarece que é imprescindível ajustar os volumes de produção para normalizar os níveis de estoques de produtos destinados ao mercado interno, assim como reescalonar a programação de embarques de produtos para os clientes do mercado externo que ficaram represados durante esse período, de forma a não sobrecarregar os sistemas de recebimento e estocagem dos mesmos”, complementou.

De acordo com dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o rendimento diário das exportações do produto caiu de US$ 62,2 milhões na terceira semana de março para US$ 50,5 milhões na semana passada.

Em Mato Grosso do Sul a JBS emprega cerca de 12 mil pessoas em 9 cidades do Estado com 22 unidades envolvendo desde confinamento até produtos de valor agregado. A JBS atua, em Mato Grosso do Sul, na Capital, e em diversas regiões do Estado. Ela está presente em Anastácio, Caarapó, Cassilândia, Dourados, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Sindrolândia.

Fonte: Midiamax News

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br