Em MS, 47 municípios devem ter problemas de caixa este ano

Queda no repasse do FPM e no ICMS do gás afetaram finanças

Economia Imprimir
Domingo, 09 de Abril de 2017 - 08h05

Com receitas em queda livre, impulsionada por diminuição no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e redução do recolhimento com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do gás natural, pelo menos 47 cidades do Estado devem ter dificuldades para honrar suas despesas no segundo semestre.

A projeção é da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul).

A transferência de FPM caiu R$ 16,682 milhões nos primeiros três meses do ano se comparada com o acumulado de janeiro, fevereiro e março de 2016.

O valor repassado aos municípios sul-mato-grossenses no primeiro trimestre do exercício anterior foi R$ 253,9 milhões, enquanto no mesmo período de 2017 o montante foi R$ 237,2 milhões – deficit de 6,56%.

Somente em fevereiro, a diferença negativa foi de R$ 15,235 milhões – R$ 105,5 milhões no ano passado, contra R$ 90,306 milhões este ano. A queda no período foi de 14,43%.

Já a transferência de março registrou diminuição de R$ 6,612 milhões – de R$ 64,108 milhões em 2016 para R$ 57,495 milhões em 2017 -, que correspondem a uma redução de 10,31%. O repasse de janeiro foi o único maior que o do exercício anterior, com diferença de R$ 5,166 milhões.

A preocupação com o encolhimento da arrecadação é assunto diário entre gestores nos salões e corredores da Assomasul.

Fonte: CG News

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br