Vacina contra aftosa motivou suspensão da exportação de carnes da JBS

Economia Imprimir
Quinta-Feira, 22 de Junho de 2017 - 05h45

A autossuspensão das exportações de carnes da Unidade 2 da JBS, instalada em Campo Grande, e outros 4 frigoríficos do Brasil, pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) foi motivada por inchaços internos provocados pela vacina de febre aftosa. O problema foi constatado nos Estados Unidos, após a carne ser cortada.

Segundo a Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne), que confirma a autossuspensão de exportações de carne bovina de cinco frigoríficos brasileiros para os EUA, esta é uma ação preventiva e temporária. A medida foi adotada em 16 de junho com objetivo de evitar problemas com o mercado americano.

A Abiec, “a iniciativa demonstra a responsabilidade do Brasil no que diz respeito à condução de suas exportações”.

O problema foi constatado nos Estados Unidos, após a chegada do produto. Abscessos internos, resultantes de reações à vacina de febre aftosa, foram detectados após a carne ser cortada.
Ainda conforme comunicado da associação, a produção de carne bovina brasileira segue os padrões de vigilância sanitária e de qualidade. A plantas industriais suspensas representam uma fração mínima da produção nacional de proteína animal.

Fonte: Midiamax

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br