Denúncia contra Temer tem que ser 'avaliada com cautela', defendem deputados de MS

Política Imprimir
Terça-Feira, 27 de Junho de 2017 - 19h23

Os deputados federais de Mato Grosso do Sul avaliam que a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer (PMDB) deve ser avaliada com cautela pela Câmara dos Deputados.

O deputado federal Zeca do PT (PT), de partido teoricamente rival do PMDB, destacou que a denúncia contra Temer tem que ser provada durante a investigação.

“ Denúncia tem todo dia contra o PT. Não queremos dar o mesmo tratamento que foi dada a presidente Dilma, de sumariamente condenar. Antes de tornar publico a Procuradoria- Geral da República tinha que ter conseguido provas. É necessária muita cautela sob pena de acusar sumariamente. Afinal de contas o principio fundamental do direito no Brasil não foi derrubado. A Prova cabe a quem acusa. Cabe à JBS”, disse.

Já o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) afirmou que é necessário aguadar a leitura e análise da denúncia pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

“Não vamos antecipar nem a culpa, nem o perdão. Estamos em um momento muito traumático. Precisamos ler toda a denúncia e ver os pontos que possam ser divergentes. Qualquer que seja o resultado, já está atrapalhando o país”, disse.

O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) avaliou que era inevitável a denúncia contra Michel Temer. “Não poderia ter dado em outra coisa. A denúncia tem que mandar apurar”, disse. Dagoberto destacou que a Câmara de Deputados não tem direito de proibir a investigação com denúncias dessa gravidade. Os Deputados que votarem contra também estão envolvidos. A População tem que fiscalizar quem votar contra”, disse.

Fonte: Topmidianews

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br