Pecuária de MS amarga queda de 17,87% no volume de abates

Economia Imprimir
Segunda-Feira, 24 de Julho de 2017 - 07h45

A pecuária de Mato Grosso do Sul amarga queda de 17,87% no volume de abates em frigoríficos. O prolongamento da recessão econômica (que reduziu o consumo interno de carne), aliado à crise no mercado internacional, gerada após a operação Carne Fraca e intensificada após denúncias envolvendo o grupo JBS, fez com que o número de abates neste ano recuasse 1,885 milhão de animais, média registrada no primeiro semestre de 2016, para 1,548 milhão no primeiro semestre deste ano. Os dados são da Superintendência Federal de Agricultura no Estado de Mato Grosso do Sul (SFA/MS), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e correspondem a uma queda de 336,6 mil abates de um período para outro.

A maior queda, aponta o relatório, ocorreu nas unidades da JBS. No primeiro semestre deste ano, as unidades do grupo – sete das maiores em todo o Estado – abateram aproximadamente 614,7 mil animais, retração de 29,5% (257,5 mil animais a menos) em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o número de abates chegou a 872,2 mil cabeças.

Parte desta queda se deve ao fechamento da unidade frigorífica de Coxim, no início deste ano, que abatia de sete mil a dez mil cabeças ao mês, em média. Entretanto, houve queda nos abates em boa parte das unidades.

Fonte: Correio Rural

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br