Junior Mochi, diz que Naviraí precisa de investimentos a altura de sua importância estratégica.

Presidente da Assembleia recebeu reivindicações dos representantes do poder legislativo municipal.

Naviraí Imprimir
Quarta-Feira, 26 de Julho de 2017 - 09h39

O município de Naviraí precisa continuar recebendo a atenção a altura da sua força e importância para o Estado de Mato grosso do Sul, como polo de desenvolvimento regional. Essa foi a defesa feita em reunião nesta terça-feira (25), pelo deputado Junior Morchi (PMDB), presidente da Assembleia Legislativa do Estado.

O parlamentar foi recebido pelo presidente da casa Jaimir José da Silva, Jamil do Bem Bom (PDT) e os vereadores Josias de Carvalho, Simon Rogério, Rosangela Sofa, Fí da Paiol, Junior do PT, Antônio Carlos Klein, Ederson Dutra e Lourdes Elerbrock, para, segundo o próprio deputado, avaliação de ações conjuntas que poderão ser desenvolvidas entre os poderes legislativo municipal e estadual. O Prefeito Izauri de Macedo (DEM), as gerentes de Educação, Obras e Cultura e o ex vereador Gean Volpato, que representa politicamente o parlamentar no município também participaram da reunião.

No contato com o presidente da AL a principal reivindicação dos membros da casa, foi relacionada a intervenção do poder estadual junto ao governo para questões cruciais hoje para o município: Apoio do estado para o desenvolvimento econômico (geração de emprego), melhoria da segurança pública para reduzir os índices de criminalidade e mais recursos do estado para a saúde pública, objetivando o financiamento para atendimento da população da micro região.

Falando em nome dos colegas os vereadores Ederson Dutra, Rosangela Sofa e Dr Klein, defenderam intervenção do poder legislativo estadual para que o município tenha maior e melhor estruturação do setor de segurança e, junto ao governador trabalhe a exemplo do que já está sendo feito pela atual administração e o deputado Onevan que representa a cidade da AL, pela regionalização do hospital municipal. Mochi, diz compreender a necessidade e explicou que o dilema da segurança em Naviraí é o mesmo vivido nas demais cidades da chamada, “faixa de fronteira”, conclamando os representantes locais a juntar força em um movimento estadual para que o Mato Grosso do Sul receba da união mais estrutura para o combate a criminalidade. O deputado deu exemplo da população carcerária hoje existente no estado. “Entre as 12 mil pessoas que cumprem pena nos presídios quase 7 mil são de responsabilidade da união, cometeram infração por tráfico, contrabando ou crimes da alçada federal” isso gera um custo de 13 milhões/mês para o MS. “Seria dinheiro que poderia estar sendo utilizado com mais pessoal para segurança publica, hoje reduzido, viaturas, combustível, armamento e sobretudo ações educativas perante a sociedade. “Vamos nos mobilizar, Câmaras, Assembleias e entidades para fazer esse enfrentamento” disse.

Ao final da reunião o presidente deixou aos vereadores a assembleia legislativa aberta para encaminhamento das demandas. Tanto da segurança, como da saúde e também da necessidade de programas de incremento ao desenvolvimento. “Vamos trabalhar em conjunto” disse, ao agradecer a receptividade dos vereadores naviraienses.

Fonte: Assessoria/Câmara

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br