Modernização: Emissora pioneira em Naviraí tem liberação para mudança para FM

Naviraí Imprimir
Quinta-Feira, 27 de Julho de 2017 - 08h27

Impossível imaginar um naviraiense com mais de 20 anos, que não tenha sido ouvinte fiel da emissora. No auge do rádio, como principal veículo de comunicação do país até meados dos anos 90, com a concorrência mais acentuada na televisão e mais recentemente da internet, era a Rádio Cultura AM, quem dava o tom da musica, noticia e avisos, sem falar na alegria e o entretenimento proporcionado pelos seus locutores. Com a concorrência das FMs e dos demais veículos de comunicação (TV, Jornais e Rede Social) o Rádio AM perdeu um pouco do glamour, que agora promete recuperar e voltar com a força e credibilidade conquistada junto a população.

A Cultura de Naviraí, comandada pelo casal Eduardo Mendes e Glauce Medeiros, está entre as 24 emissoras de Mato Grosso do Sul que tiveram permissão do ministério das comunicações para migrarem para FM. O próprio ministro Gilberto Kassab, esteve em Campo grande no inicio da semana para assinatura da autorização.

“É uma data histórica, e nos possibilita a voltar a concorrer em igualdade de condições com os demais veículos” diz Edu Mendes, que apesar do período considerado de declínio das emissoras AM, sempre procurou manter um nível de programação que fez com que a Cultura fosse uma das poucas no estado a sobreviverem. A partir da mudança, feita através da solicitação do projeto técnico dena Secretaria de Radiodifusão e solicitar à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a autorização de uso da frequência, a Cultura Naviraí vai operar na frequência de 105,7. “A partir da liberação, os veículos já podem começar a transmitir a programação na nova faixa” diz Eduardo.

A pioneira Rádio Cultura foi fundada pelo contabilista Ernesto Rui Nenê Dorneles. Na época tinha como sócios Antônio Augusto dos Santos (Virote), Ronald Almeida Cançado e Antônio Pacola. São 35 anos não somente de uma bela história, mas principalmente de muitas historias contada. Era pela cultura que, não só os comerciantes anunciavam seus produtos, mas se sabia da vida da cidade, na politica, no esporte e nos demais acontecimentos. Até hoje muitos não abrem mão de ouvi-la, afinal informação, alegria e divertimento, quando feito com criatividade e responsabilidade, nunca sai da moda.

Fonte: Redação Portal do MS

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br