Odilon admite entrar na política e Nelsinho faz discurso municipalista

Política Imprimir
Terça-Feira, 01 de Agosto de 2017 - 12h14

O juiz federal Odilon de Oliveira admitiu a possibilidade de entrar para a vida política após sua aposentadoria.

Com seu nome sendo cotado nas pesquisas de intenção de voto para as eleições de 2018, o magistrado está refletindo sobre os números que o apontam na liderança dos cargos disputados ano que vem.

“Vejo o resultado das pesquisas como um reconhecimento do trabalho que a Justiça Federal vem fazendo e um desejo de mudança da população. Embora eu nunca tenha anunciado ser candidato a nada, estou fazendo uma reflexão. Depois que me aposentar, é bem provável que eu vá para a vida política”, afirmou Odilon.

Pelo planejamento do juiz federal, a toga deve ser aposentada em dezembro ou início de janeiro. Até lá, ele não pode falar publicamente sobre filiação partidária, muito menos se simpatiza com algum político.

No levantamento do Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul Ltda. (Ipems), divulgado pelo Correio do Estado na edição de ontem, o magistrado apareceu em segundo na intenção de votos dos campo-grandenses para senador, com 37,48%.

Em primeiro lugar, ficou o ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PTB), com 46,75%. Ele é pré-candidato ao Senado.

Já o prefeito Marcos Trad (PSD) disse não se preocupar com números, apesar de ter conseguido aprovação de 80,38% do eleitorado em sete meses de gestão, segundo pesquisa do Ipems.

“Tenho me esforçado o máximo possível. Tenho me dedicado todos os dias da semana, independentemente de [ser] sábado, domingo e feriado. Trabalho muito mesmo. Nossa equipe está comprometida”.

Fonte: Correio do Estado

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br