Artista de MS aparece na tevê com integrante de bando e denuncia erro

Foto dele aparece como sendo de um dos responsáveis por plano para roubo bilionário ao BB

Geral Imprimir
Quarta-Feira, 04 de Outubro de 2017 - 17h37

Uma foto do artista plástico Felipe Freitas e Silva, 32 anos, morador de Paranaíba – a 422 quilômetros de Campo Grande, apareceu em matéria do Jornal Nacional, da Rede Globo, nesta terça (03) identificado-o como o homem que, junto com uma mulher, alugou a casa usada pela quadrilha que cavou um túnel para o que poderia ser o “maior roubo do mundo”, ao Banco do Brasil.

A estrutura foi descoberta esta semana e 16 integrantes do bando foram presos. Outros quatro estão foragidos, entre eles o casal responsável pelo alugel da casa, que teria usado documentos falsos.

Na reportagem da Rede Globo, e também em outros veículos de São Paulo, não há a identificação dos bandidos. A foto de Felipe, segundo apurou a reportagem, estaria sendo usada no Whatsapp do responsável pelo aluguel da casa.

Felipe garante que não tem nada a ver com o crime e que não saiu de Paranaíba nos últimos tempos. Portanto, defende-se, não teria como ter participado do planejamento de um crime que, segundo a Polícia Civil de São Paulo, vinha sendo arquitetado há meses. O gasto estimado é de $ 4 milhões para cavar um túnel de 500 metros, com a intenção de roubar mais de R$ 1 bilhão.

A assessoria de imprensa do artista, que é advogado por formação, declarou que “nenhuma menção ao nome de Felipe foi feita, apenas o uso de uma fotografia que, suspeita-se, tenha sido obtida através das redes sociais". Felipe contabiliza mais de 50 mil seguidores em sua conta no Instagram. "A mulher com a qual Felipe supostamente teria agido criminosamente ao alugar uma casa, tão pouco sabe-se quem é”, prossegue a assessora Ana Clara Tissot.

A veiculação da foto, conforme a assessoria, tem gerado transtorno ao artista que se preparava para lançar carreira nacional. “Quando a notícia foi ao ar Felipe estava jogando vôlei com amigos e foi surpreendido com uma ligação de sua mãe, que relatava que ele tinha aparecido no Jornal Nacional”, declarou sua assessora. Alegando estar abalado, Felipe não conversou com a reportagem. Para um jornal local, ele gravou entrevista em que se afirma inocente o tempo todo.

Felipe, segundo informado adiou a ida para São Paulo, onde pretendia lançar seu trabalho. “Paranaíba tem pouco mais de 50 mil habitantes e acredite tem gente que já o condena por algo simplesmente inimaginável para Felipe”, afirma a assessora dele.

A reportagem solicitou posicionamento do Jornal Nacional e até publicação desta matéria não recebeu retorno. Também procuramos a Polícia de São Paulo para saber qual a identificação do homem que usa a foto de Felipe no Whatsapp, mas não houve retorno dos contatos telefônicos.

Fonte: CG News

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br