Adolescente diz que roubou ‘para não sair no prejuízo’, revela delegado

Polícia Imprimir
Sexta-Feira, 06 de Outubro de 2017 - 09h13

O adolescente, de 17 anos, apreendido pela Polícia Militar na madrugada desta sexta-feira (6) por ser um dos suspeitos de tentar matar e roubar um homem confessou ter cometido as infrações “para não sair no prejuízo”. À Polícia Civil, ele disse que a vítima havia comprado drogas dele e o devia.

De acordo com o delegado Tiago Macedo, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, o adolescente afirmou que agiu sozinho, mas a polícia apura a participação de mais pessoas por causa do tamanho da violência. “Ele assume tudo sozinho, mas a gente está investigando”.

O crime aconteceu por volta da meia de noite desta sexta-feira (6) na rua Verde Louro, no Jardim

Tarumã – no sudoeste de Campo Grande. Edilson Ferreira Santos, 36 anos, foi atacado a pauladas e pedradas e ficou com o rosto deformado.

Ele foi socorrido até a Santa Casa, está em coma induzido e respirando por aparelhos. O estado de saúde é considerado grave.

O adolescente contou à polícia que encontrou com Edilson na rua e resolveu cobrá-lo. A vítima teria dito que não ia pagar a dívida e neste momento, o infrator decidiu roubar o homem.

Edilson foi deixado caído na rua, gravemente ferido, e a motocicleta dele foi levada. O adolescente teria obrigado outros usuários de drogas do bairro a esconderem a moto.

Com o garoto também foram encontrados três celulares e R$ 168. Um dos aparelhos pertence à vítima.

Um tio do adolescente, que já foi apreendido outras vezes por roubo, foi até a delegacia, mas preferiu não dar entrevista.

Fonte: CG News

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br