Odilon e Nelsinho seriam hoje os senadores eleitos por MS

Política Imprimir
Quarta-Feira, 18 de Outubro de 2017 - 07h28

O juiz federal aposentado Odilon de Oliveira e o ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PTB) seriam hoje os futuros senadores por Mato Grosso do Sul se as eleições fossem hoje.

Eles estão praticamente lado a lado numa simulação feita pelo Ipems (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul Ltda.) com eleitores da Capital sobre a corrida eleitoral para o Senado.

Os números mostram pequena vantagem de Odilon. Se estava liderando para governador do Estado com 36,67% na pesquisa do Ipems divulgada na edição de ontem do jornal Correio do Estado, o juiz desponta como um dos favoritos ao Senado com 55,44% das intenções de voto do eleitor.

Nelsinho vem na cola com 53,23% de apoio do eleitorado de Campo Grande, onde foi prefeito por dois mandatos consecutivos (oito anos).

A diferença de 2,21 pontos porcentuais significa empate técnico entre os dois na simulação do Ipems, porque a margem de erro é de 4,90 pontos porcentuais para mais ou para menos sobre o resultado total da amostragem. Isto significa que tanto um quanto o outro pode sair das urnas como mais votado, se as eleições fossem hoje.

A pesquisa mostra ainda a evolução dos dois em comparação a do mês de setembro. Odilon passou de 51,47% para 55,44% em outubro e Nelsinho subiu de 48,38% para 53,23%.

Outro nome citado na pesquisa, que apresentou maior evolução no desempenho foi do deputado federal e ex-governador José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT.

Fonte: Correio do Estado

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br