Construir está 4,16% mais caro em Mato Grosso do Sul

Geral Imprimir
Segunda-Feira, 13 de Novembro de 2017 - 16h51

Construir ficou 4,16% mais caro em Mato Grosso do Sul neste ano. Apesar de estar acima da inflação, essa variação é a menor em quatro anos, de acordo com o Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em outubro, o custo médio da construção, por metro quadrado, era de R$ 1.056,21. Este valor é o menor do Centro Oeste e representa alta mensal de 0,11%. Em 12 meses, o aumento foi de 4,16% – no ano passado, em igual período, o valor médio era de R$ 1.013,92.

Conforme a série histórica do IBGE, o avanço é o menor desde 2014 (6,07%). Nos demais anos, os incrementos foram de 4,81% (2015) e de 6,52% (2016) na comparação entre os meses de outubro.

Embora seja relativamente modesto, o crescimento do custo da mão de obra neste ano está acima do avanço inflacionário. Conforme o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), do IBGE, que mede a inflação oficial do País, a alta geral dos preços em Campo Grande foi de 2,6% em 12 meses, encerrados em outubro.

Das duas variáveis consideradas no Sinapi – custo de mão de obra e material de construção – a primeira teve maior alta em outubro, de 5,73% (de R$ 447,62 para R$ 473,30). Já o material encareceu 2,93% (da média de R$ 566,30 para R$ 582,91).

Nacional – Em todo o País, o custo do metro quadrado da construção fechou em R$ 1.059,68 em outubro, sendo R$ 540,58 relativos aos materiais e R$ 519,10 à mão de obra.

A variação mensal foi de 0,16%, umas das menores taxas observadas no ano, ficando acima somente do índice registrado no mês de abril, 0,15%.

Fonte: CG News

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br