PF investiga desvio de dinheiro da Caixa

Geral Imprimir
Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017 - 07h46

A Superintendência da Polícia Federal em Brasília cumpre 10 mandados de busca e apreensão nesta terça-feira (14) em uma operação que investiga desvios de dinheiro público na Caixa em contratos na área de tecnologia da informação (TI). A suspeita é de que tenham sido movimentados cerca de R$ 400 milhões.

Não há mandados de prisão e nem de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar depoimento. O G1 aguarda retorno da Caixa.
Entenda

De acordo com as investigações, empresas de TI pagavam para uma empresa de consultoria de um ex-funcionário da caixa, que então repassava aos envolvidos. Os serviços, no entanto, eram a princípio inexistentes. Em troca, empresas de TI eram favorecidas.

“Além disso, parte dos valores recebidos eram distribuídos pela empresa de consultoria para os demais membros da organização criminosa”, diz a PF.
De acordo com os investigadores, os empregados da Caixa e o sócio-administrador da empresa de consultoria maquiavam o crescimento de patrimônio com contratos de compra e

venda de imóveis.
A operação é batizada de “Backbone”. É uma referência à espinha dorsal de um sistema de rede de computadores, no jargão da informática.

Fonte: Globo.com

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br