Abate bovino está em recuperação em Mato Grosso do Sul

Economia Imprimir
Segunda-Feira, 27 de Novembro de 2017 - 08h55

Depois de uma retração média de 16% nos abates de bovinos, registrada em setembro, a indústria da carne teve crescimento de 1,95% nos abates. No mês passado, apontou dados do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sipoa) de Mato Grosso do Sul, foram abatidos 234,269 mil animais nos frigoríficos sob inspeção federal no Estado, o que corresponde a 4,485 mil cabeças a mais em comparação com setembro, quando o mercado registrou retração de 16% e abateu 229,784 mil animais.

Ainda segundo o relatório de abates, a maior recuperação foi registrada nos frigoríficos do Grupo JBS, que, após uma queda de 28,13%, teve crescimento de 3,19% nos abates, passando de 80,436 mil animais, abatidos em setembro, para 83,006 mil, em outubro. No mês de setembro, a JBS chegou a suspender, por pouco menos de uma semana, os abates em todas as unidades do Estado, em resposta ao bloqueio de R$ 730 milhões pela Justiça a pedido da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da JBS. As atividades foram retomadas após acordo entre a empresa e os três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), em que foram liberados recursos em troca de imóveis que, somados, dessem o mesmo valor. Antes dos escândalos envolvendo o grupo, no entanto, as unidades da JBS abatiam mais de 100 mil cabeças ao mês no Estado.

Mas não foi somente as plantas frigoríficas dos irmãos Batista que tiveram alta em outubro. Ainda conforme os dados do Sipoa, concorrentes da JBS também registraram crescimento de 1,24% nos abates, passando de 149,348 mil para 151,202 mil cabeças de setembro para outubro, respectivamente.

Fonte: Portal Correio do Estado

© 2010-2017 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br