AGROTURISMO: Com projeto viabilizado no Estado, Fí da Paiol mantém a cultura da Cavalgada em Naviraí

Naviraí Imprimir
Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 2018 - 17h56

Com recursos viabilizados junto ao estado, através do FUNLES – Fundo de Defesa e de Reparação de Interesses Difusos, através de um projeto defendido pelo vereador Fi da Paiol (PMDB), Naviraí tem garantida a realização da tradicional Cavalgada. É a manutenção de uma cultura que reúne centenas de participantes, apaixonados por esse tipo de evento.

Já na largada das inscrições, 300 participantes já se adiantaram, confirmando presença segundo o vereador Fi da Paiol. Será a 1ª cavalgada agrorural da região, tendo como local o Assentamento Juncal, que receberá mais de 1.500 visitantes, entre cavaleiros, amazonas e familiares. “com toda a certeza é um grande incentivo ao agroturismo na região e a realização de um sonho antigo” conta o vereador, que sempre atuou na organização de eventos semelhantes.

A festa está programada para os dias 10 e 11 de março, sendo que no sábado (10) os participantes farão no período da manhã um percurso de 13 Km, sendo que após parada para o almoço preparado com toda uma estrutura de tendas, mesas e cadeiras, mais 11 Km no período da tarde, de volta a Juncal. A programação ainda prevê um show em palco que será colocado no setor comunitário do assentamento e no Domingo concurso de berrante, queima do alho, premiação das comitivas destaques (10 categorias serão premiadas), almoço e uma roda de viola, com domingueira dançante.

“O importante é que garantimos tudo isso sem qualquer custo para o município” esclarece Fi da Paiol, completando ainda que ficará o legado do evento que entre outras, tem garantido um curso de capacitação para 50 pessoas, na área do agro turismo além de 5 abrigos de ônibus, que servirão como proteção para trabalhadores e estudantes que diariamente utilizam o transporte para a escola ou trabalho. O organizador ainda lembra do fomento a economia, com a vinda de centenas de participantes de outras regiões do MS. “Somente nos dois dias de festa serão 80 pessoas trabalhando no atendimento” conta o vereador.

Surgidas para a domesticação dos cavalos na Europa, norte da África e, principalmente, no Oriente Médio, a cavalgada acontece no Brasil como atividade esportiva sendo bastante popular nas cidades do interior.

Fonte: Soares Filho

© 2010-2018 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br