MP-MS investiga fechamento de farmácias em UPAs na madrugada

Cidades Imprimir
Terça-Feira, 13 de Março de 2018 - 11h25

O MP-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) instaurou uma investigação para apurar os motivos da suspensão de atendimento ao público nas farmácias de seis UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) de Campo Grande.

As suspensões foram constatadas pelo órgão nas UPAs do bairro Universitário, do Leblon, da Vila Almeida, do Santa Mônica, da Moreninha III e do Coronel Antonino. O inquérito tem como investigada a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande).

Segundo o edital de instauração do inquérito civil, publicado pelo MP-MS nesta terça-feira (13), as interrupções ocorreriam da 00h até as 06h da manhã, impossibilitando a dispensa dos pacientes atendidos nesse período que precisam de medicamentos.

O conteúdo das investigações encontra-se sob sigilo. O inquérito corre na 32ª Promotoria de Justiça de Saúde Pública, sob tutela da promotora de Justiça Filomena Aparecida Fluminhan.

Falta de médicos e equipamentos
Além da ausência de atendimento nas farmácias, a 32ª Promotoria da capital também investiga a falta de profissionais, equipamentos, aparelhos e insumos em postos de saúde, em dois inquéritos abertos na última semana.

Os inquéritos apuram a situação na UPA da Vila Almeida e nas UBSFs (Unidades Básicas de Saúde da Família) dos bairros Jardim Aeroporto e Aero Itália.

Fonte: Midiamax

© 2010-2018 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br