‘Candidato do PSDB será Doria e estaremos juntos’, diz Alckmin

Política Imprimir
Terça-Feira, 20 de Março de 2018 - 07h56

Um dia após o prefeito da capital paulista, João Doria, vencer as prévias do PSDB para ser o candidato tucano ao governo de São Paulo, o governador Geraldo Alckmin disse que estará junto com Doria na campanha — e afirmou também que a candidatura de seu vice, Márcio França (PSB), é “extremamente legítima”.

“O candidato do meu partido será o João Doria, portanto estaremos juntos”, disse Alckmin, em entrevista a jornalistas na manhã desta segunda-feira, 19. “Márcio França está preparado para assumir o governo de São Paulo, quatro anos nos acompanhando, candidatura extremamente legítima.” França assumirá o comando do Palácio dos Bandeirantes em abril para que Alckmin seja candidato à Presidência da República.

Após ser apresentado por diretores da Toyota ao primeiro veículo híbrido flex do mundo, na manhã desta segunda, Alckmin estará com Márcio França para assinar convênios com cerca de cem prefeitos do Estado.

Perguntado se pedirá votos para Doria e França ao mesmo tempo, Alckmin declarou que a campanha começa apenas em agosto. O governador voltou a falar do quadro de fragmentação partidária no país, que permite o duplo palanque em São Paulo.

Alckmin não respondeu por que não foi ao ato de comemoração da vitória de Doria nas prévias no domingo, 18, e cumprimentou o prefeito e os demais concorrentes na disputa. “São poucos os partidos que ouvem os seus filiados, que fazem prévia”, disse, complementando que a legenda “inova” ao ouvir os filiados para escolher seu candidato.

Fonte: Veja.com

© 2010-2018 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br