Após 9 anos, três policiais civis acusados de extorsão são demitidos

Geral Imprimir
Quinta-Feira, 05 de Abril de 2018 - 10h52

Três policiais civis acusados de extorsão foram demitidos da função de investigador de Polícia Judiciária. Perderam o cargo público Amadeu José Celestino, Antônio Marcos Borges, Edson Lísio Lopes. A exoneração foi publicada nesta quinta-feira (5), no Diário Oficial do Estado. Conforme a publicação, a pena foi aplicada após os servidores serem processados por extorquir o dono de uma chácara em Terenos, distante 25 quilômetros de Campo Grande, em 2009.

Os policiais chegaram a ser exonerados no dia 11 de junho de 2010, mas em agosto do mesmo ano foram reconduzidos ao cargo após decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Na época, operação montada pela Corregedoria da Polícia Civil flagrou Edson com R$ 11 mil do chacareiro.

Segundo o produtor rural, os agentes exigiam dinheiro porque sabiam que na propriedade dele havia duas espingardas e um revólver, sem documentação. Na época, ele contou que os policiais pediram inicialmente R$ 20 mil e baixaram para R$ 13 mil. O chacareiro pediu prazo para ganhar tempo e acionar a polícia, que prendeu os agentes já com parte do dinheiro.

Fonte: CG News

© 2010-2018 - Todos os direitos reservados - Portal do MS - contato@portaldoms.com.br