Quinta-Feira, 09 de Julho de 2020

Trump diz que pelo menos 1 milhão foram salvos do coronavírus com isolamento e diz que Brasil está num 'momento bem difícil'


Presidente deu entrevista coletiva no jardim da Casa Branca nesta sexta-feira (5).
Trump dá entrevista coletiva nos jardins da Casa Branca, esta sexta-feira (5) — Foto: Reuters/Kevin Lamarque

O presidente americano Donald Trump disse nesta-sexta-feira (5) que salvou pelo menos 1 milhão ao "fechar os EUA" e afirmou que o Brasil está num "momento bem difícil" com o coronavírus.

"Fechamos nosso país. Salvamos, possivelmente, 2 milhões, 2,5 milhões de vidas. Poderia ser só um milhão de vidas, acho que não menos que isso. Mas se considerarmos que estamos em 105 mil hoje em dia, o número de vítimas seria pelo menos 10 vezes maior. É o que se acredita como mínimo se fizéssemos (imunidade de) rebanho", comentou.

O presidente por vezes contradisse especialistas em doenças de seu governo, promoveu tratamentos potenciais que não foram considerados eficientes e já acusou governadores democratas de reabrirem seus Estados vagarosamente para prejudicar suas chances de reeleição.

Os norte-americanos parecem estar cada vez mais críticos à maneira pela qual Trump conduz a crise da saúde. De acordo com uma pesquisa Reuters/Ipsos publicada no dia 12 de maio, os que desaprovam o desempenho de Trump no comando da resposta à pandemia superam os que aprovam por 13 pontos percentuais.

O levantamento mostra que 41% dos adultos norte-americanos aprovam o desempenho de Trump no cargo, queda de 4 pontos em relação a um levantamento semelhante conduzido em meados de abril. A reprovação ao presidente cresceu 5 pontos para 56% no mesmo período.

 

Evolução dos números brasileiros

 

O Brasil superou a Itália em número de mortos por complicações da Covid-19 na quinta-feira (4). O país acumula 34.021 vidas perdidas durante a pandemia e está atrás apenas do Reino Unido e dos Estados Unidos, segundo o balanço mais recente do Ministério da Saúde.

O Brasil chegou a terceiro país com mais mortes no mundo 79 dias depois do registro da primeira vítima da Covid-19, em 17 de março.

No mundo inteiro, a pandemia já fez cerca de 389,6 mil mortes, de acordo com o painel da universidade norte-americana Johns Hopkins. A doença começou na China, que hoje tem pouco mais de 4,6 mil mortes. O país asiático mais atingido é o Irã, com mais de 8 mil óbitos.

Ao comparar as taxas de mortes por cada 100 mil habitantes, o Brasil tem 14 mortes a cada 100 mil.

Essa taxa mostra o efeito do vírus em países menos populosos, como o Reino Unido (66,6 milhões) e a Itália (60,3 milhões de habitantes), em comparação com os EUA (329,5 milhões) e Brasil (209,5 milhões).


Fonte: Globo.Com