Quinta-Feira, 09 de Julho de 2020

Coronavírus: 40 policiais estão contaminados em Mato Grosso do Sul


(Divulgação PC)

A Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) divulgou na terça-feira (23), que cerca de 40 policiais em todo o Estado estão contaminados com coronavírus (Covid-19). Entres os agentes contaminados estão policiais civis, agentes penitenciários, militares e bombeiros.

Segundo a Sejusp, dos agentes contaminados 13 são policiais civis. 160 casos foram descartados e um afastamento em função de o servidor integrar o grupo de alto risco. O último registro de caso positivo foi na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) de Paranaíba.

De acordo com o Sinpol foi feito pedido de testagem ampla nos policiais, e o sindicato tem acompanhado no sentido de cobrar EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e, inclusive, o aumento da oferta de leitos em UTIs em regiões onde a situação se agravou, como em Ponta Porã.

Em Ponta Porã, no dia 11 deste mês morreu o investigador de polícia, Waldir Rojas, de 52 anos. “Estamos atuando na linha de frente de combate à pandemia, em ações conjuntas com outros órgãos de segurança, além da custódia em delegacias e o atendimento regular à população, por isso nossa atenção neste momento é redobrada no sentido de garantir que os profissionais estejam trabalhando em condições seguras, conforme determinam os protocolos sanitários”, diz o presidente em exercício, Pablo Rodrigo Pael.

Rodrigo Pael.

Morte policial 

O policial civil Waldir Rojas, de 52 anos foi a primeira vítima de coronavírus em Ponta Porã, cidade de Mato Grosso do Sul que faz fronteira com Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Ele ficou internado durante duas semanas e morreu na noite do dia 11 de junho. Waldir prestava serviços na Segunda Delegacia de Ponta Porã. O policial tinha sido afastado das funções assim que apresentou os primeiros sintomas e com o agravamento do quadro de saúde precisou ser internado e depois entubado.


Fonte: Midiamax