Quinta-Feira, 06 de Agosto de 2020

PF queima 30 toneladas de maconha na fronteira


Este é o sexto procedimento feito pela PF em Ponta Porã.(Foto: Divulgação)

A  PF (Polícia Federal), com o apoio da Força Nacional de Segurança Pública, promoveu nesta sexta-feira (24), a destruição de aproximadamente 30 toneladas de entorpecentes apreendidos em Mato Grosso do Sul. Essa é  a maior incineração já realizada no estado.

Segundo a Superintendência da PF em MS, este é do sexto procedimento de destruição promovido pela Delegacia de Polícia Federal em Ponta Porã/MS neste ano, totalizando mais de 120 toneladas de entorpecentes incinerados. Do total, cerca de 80 toneladas resultaram da atuação direta de Policiais Federais.

No corrente ano, a Polícia Federal no Mato Grosso do Sul, com a participação  da PRF (Polícia Rodoviária)  tem batido recordes de apreensões de entorpecentes, em especial de maconha. A PF destaca algumas ocorrências consideradas relevantes, tais como a ocorrida no mês de maio, que resultou na apreensão de 28 toneladas de maconha, é considerada recorde histórico no Brasil e, também,  as 22 toneladas de maconha apreendidas na última terça-feira (21), ambas com apoio da PRF.

Além das apreensões recordes de maconha, a Polícia Federal de Ponta Porã/MS também apreendeu neste ano 405 kg de cocaína, quatorze granadas, quatro fuzis e diversas munições de armas de fogo.

Conforme apurações, todos os objetos ilícitos apreendidos foram importados do Paraguai. Importante mencionar também as constantes prisões de foragidos vinculados a facções criminosas, oriundos das mais diversas regiões do País.


Fonte: Midiamax