Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020

Polícia Federal mira traficantes que levavam droga droga em helicópteros


Agentes estão cumprindo 139 mandados de busca e apreensão e 50 de prisão
Foram apreendidos R$100 milhões da organização criminosa - Divulgação

A Polícia Federal realiza nesta terça-feira (18) a operação de combate ao tráfico internacional de drogas, cumprindo mandados em 12 estados e no Distrito Federal. Entre eles, está Mato Grosso do Sul, um dos canais de entrada da droga pelo Paraguai, que é escoada pelos portos a outros países.

Os mandados são dirigidos a endereços e pessoas localizados em 12 estados e no Distrito Federal. Os policiais estão em Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo. Em MS um veterinário foi alvo das buscas da operação na cidade de Três Lagoas. No local teve um malote de documentos apreendidos e ele foi encaminhado para a Polícia Federal da cidade.

Foi determinado, ainda, pela Justiça Federal o sequestro de aviões (7), helicópteros (5), caminhões (42) e imóveis (35) urbanos e rurais (fazendas) ligados aos investigados e ao esquema criminoso, além do bloqueio judicial do valor de R$100 milhões.

Segundo a Polícia Federal as investigações foram iniciadas no ano de 2018, a partir de informações difundidas à Polícia Federal pela National Crime Agency – NCA, como resultado de parceria estabelecida para reprimir o tráfico de cocaína destinada à Europa.

Mesmo diante da situação de emergência de saúde pública e o isolamento social imposto, o esquema criminoso não foi interrompido, tendo sido apreendidos, entre os meses de março/20 e julho/20, mais de 1,5 tonelada de cocaína.

As investigações foram iniciadas no ano de 2018, a partir de informações difundidas à Polícia Federal pela National Crime Agency – NCA, como resultado de parceria estabelecida para reprimir o tráfico de cocaína destinada à Europa.

Mesmo diante da situação de emergência de saúde pública e o isolamento social imposto, o esquema criminoso não foi interrompido, tendo sido apreendidos, entre os meses de março/20 e julho/20, mais de 1,5 tonelada de cocaína.


Fonte: Capital News