Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2020

Ex-volante do Vasco morre após sofrer infarto em Búzios


Ex-atleta de 36 anos estava em um restaurante quando passou mal e foi levado para o hospital da cidade, mas não resistiu

Ex-jogador do Vasco, Rafael Coutinho, de 36 anos, morreu neste domingo, após sofrer um infarto em Armação dos Búzios, na Região dos Lagos do Rio, quando almoçava com a esposa.

A informação foi publicada inicialmente pelo jornalista Wellington Campos e confirmada pelo ge. O ex-volante chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Municipal Dr Rodolpho Perisse, mas não resistiu.

O ex-jogador trabalhava com o empresário Eduardo Uram, que lamentou a morte.

- Estou arrasado. Perdemos um companheiro, um amigo, ele estava comigo a vida inteira como jogador e assistente. Um ser humano maravilhoso, correto e leal. Extremamente dedicado, honesto, bom marido, bom pai de família. Se alguém vai direto para o céu, é ele, sem escala. Uma perda irreparável - disse Uram.

Natural de Macaé, Coutinho foi revelado pelo Vasco e estreou no profissional em 2003. Tornou-se titular absoluto no ano seguinte e chegou a fazer gol no primeiro jogo da final do Carioca de 2004, quando o time perdeu para o Flamengo por 2 a 1. Na segunda partida da decisão, porém, acabou expulso.

Deixou o Vasco no meio de 2005 e passou uma temporada em Portugal, emprestado ao Estrela da Amadora. Voltou a São Januário em julho de 2006, mas não se firmou mais entre os titulares e no ano seguinte saiu do clube em definitivo.

No currículo, Coutinho também tinha passagens por Botafogo, Figueirense, Fortaleza, Portuguesa, Tombense e por último ASA, clube pelo qual se aposentou em 2018. Desde então, vinha trabalhando com Eduardo Uram.

 


Fonte: Globo