Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020

Operação na fronteira desmonta laboratório de sementes de maconha marroquina


Polícia apreendeu sementes de maconha. (Foto: Divulgação)

Os produtores de drogas estão investindo cada vez mais pesado na indústria de entorpecentes de alta qualidade, com foco no consumidor europeu e também brasileiro. Um desses esquemas foi descoberto nesta sexta-feira (9) entre Capitán Bado e Pedro Juan Caballero, na fronteira com Mato Grosso do Sul.

Com base em investigações, a polícia paraguaia localizou um laboratório de produção de sementes de maconha do tipo marroquino. A operação, conforme o ABC Color, foi realizada em  duas fazendas e duas casas montadas com sistema de irrigação e iluminação artificial que acelera o crescimento da plantada droga.

“A instalação causa inveja dos produtores porque a seca não os atinge, eles têm sistemas de irrigação e bombas de água que usam para irrigar suas lavouras. Aqui encontramos plantações e sementes de maconha marroquina que agora são mais apreciadas pelos brasileiros ”, afirmou o comissário Feliciano Martínez, do Departamento de Amambay.

Segundo o comissário paraguaio, essas propriedades pertencem ao narcotraficante Enrique Díaz Sanguina, na manhã desta quinta-feira (8) em Capitan Bado, na divisa com Coronel Sapucaia, em Mato Grosso do Sul.

 


Fonte: Midiamax