Sábado, 05 de Dezembro de 2020

Terceira criança morre por Coronavírus em Mato Grosso do Sul


Menina de 8 anos foi internada no Hospital Universitário de Campo Grande com dificuldades para respirar
Nas últimas 24 horas foram confirmadas sete mortes por Covid-19 no Estado - Valdenir Rezende

Criança de 8 anos morreu por Coronavírus nesta quinta-feira (5), no Hospital Universitário da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Ses), a menina era residente de Sidrolândia e foi encaminhada para Campo Grande no dia 24 de outubro.

De acordo com a Prefeitura de Sidrolândia, a vítima era portadora de Insuficiência Renal Crônica e deu entrada ao Hospital com dificuldades respiratórias e permaneceu internada em UTI por complicações sistêmicas de Covid-19. 

A menina morreu no final da tarde desta quinta-feira e foi a 30º pessoa a falecer por Coronavírus do município.

O sepultamento da criança foi realizado de acordo com regras do Ministério da Saúde em casos de suspeita ou confirmação do Coronavírus, onde não é permitida realização de velório. 

Outras vítimas

O primeiro caso de morte por Coronavírus em uma adolescente ocorreu no dia 20 de outubro. Uma menina de 15 anos foi diagnosticada com a nova doença após a morte e chegou a ser tratada anteriormente para dengue. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), a jovem não tinha comorbidades e deu entrada no Hospital da Unimed da Capital na sexta-feira (16), com indícios de dengue. Ao ser internada, a jovem apresentava sintomas de vômito, dor abdominal, vertigem e episódios de perda de consciência, que evoluíram para morte encefálica resultando na morte.

O segundo caso ocorreu dia 27 de outubro, onde um menino de cinco anos morreu por complicações da doença causada pela Covid-19, no município de Dourados. A vítima é o caso de morte mais jovem do Estado. Ele apresentava como comorbidades, asma, obesidade e autismo.

Os dois casos estão sendo investigados pelo Ministério da Saúde em Mato Grosso do Sul por possível Síndrome Inflamatória multissistêmica pediátrica (SIM-P) relacionada à Covid -19. 


Fonte: Correio do Estado