Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020

Brasil tem problemas na atualização de registros da covid-19


(Bloomberg / Colaborador/Getty Images)

O Brasil tem 162.035 óbitos e 5.632.505 casos confirmados de covid-19, segundo levantamento dos veículos de imprensa junto com as Secretarias Estaduais de Saúde e divulgado nesta sexta-feira, 6. Mesmo com problemas no sistema, alguns estados conseguiram atualizar os registros.

O balanço, atualizado às 20 horas, mostra que no período de um dia foram registradas 353 vítimas e 18.247 testes reagentes para o coronavírus.

Os dados são compilados pelo consórcio de imprensa que reúne UOL, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.

A média móvel, que contabiliza o número de óbitos da última semana, é de 392, uma variação de -24% em relação a 14 dias atrás.

O Brasil é o segundo país com maior número de mortes por coronavírus no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, e o terceiro em casos, abaixo dos EUA (9,7 milhões) e da Índia (8,4 milhões), segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Problemas na atualização de dados

Os estados que não tiveram os números atualizados nesta sexta-feira foram São Paulo (o mais afetado pela covid-19), Santa Catarina, Amazonas e Tocantins. Já os dados referentes ao Amapá, que enfrenta um blecaute desde a noite de terça-feira, foram atualizados pela última vez na quarta. No Rio de Janeiro, a divulgação foi feita apenas de casos, sem a atualização de mortes.

O ministério afirmou ter identificado nesta sexta-feira um incidente em páginas web, fator que desconfigurou layouts de sites, mas acrescentou que dados e servidores da pasta não foram afetados e estão sendo preservados pelas medidas de segurança adotadas.

“A questão está sendo tratada pela equipe do DataSUS, e as páginas estão sendo restabelecidas. O Ministério da Saúde está revisando todas as camadas de segurança dos sistemas de Informação do SUS”, disse a pasta em nota, citando ainda a possibilidade de intermitência nos sistemas e na divulgação de informações durante o fim de semana.

O ministério havia informado na quinta-feira a identificação da existência de vírus em algumas estações de trabalho no ministério, mas disse que não há indícios de tentativa de invasão cibernética.

 


Fonte: EXAME