Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020

Funcionário desaparecido é encontrado morto no fundo do tanque de álcool


Luiz Chagas de Lima de 44 anos, fazia a medição do armazenamento de álcool no momento da explosão
Explosão do tanque de álcool da empresa Passa Tempo - Divulgação

O corpo de Luiz Chagas de Lima, funcionári da usina de álccol de Rio Brilhante, que estava desaparecido, foi encontrado nesta quarta-feira (18). Ele estava desaparecido desde a explosão que ocorreu na manhã do dia 17, e que o matou.

As informações são do delegado Guilherme Sarian, que atua no caso. Luiz Chagas de Lima, de 44 anos estava fazendo a medição do tanque no exato momento da explosão. Ele era gestor do armazenamento de álcool. 

O corpo dele foi encontrado pela manhã, depois do trabalho de resfriamento do tanque de álcool. 

Sarian disse que o corpo apresentava ferimentos, e que possivelmente o funcionário caiu no tanque durenta a explosão. “O corpo apresentava queimaduras, as roupas estavam todas queimadas, mas não estava carbonizado. Ao cair no tanque logo após a explosão, o corpo provavelmente ficou no fundo. Como as chamas só queimam na superfície e os bombeiros conseguiram conter as chamas enquanto tinha ainda metade do reservatório, isso acabou preservando o corpo da ação do fogo”, explicou. 

Segundo o delegado as investigações irão apurar se houve responsáveis pela explosão, a primeiro momento tudo indica acidente sem ação humana.

Explosão 

Um tanque de 5 milhões de litros de etanol explodiu, na manhã da terça-feira (17), no município de Rio Brilhante a 165 quilômetros de Campo Grande. O tanque, que pegou fogo, pertencia à Passa Tempo, empresa sucroenergética do interior do Mato Grosso do Sul.

A operação para o controle das chamas contou com 10 militares, 30 brigadistas, 4 viaturas do Corpo de Bombeiros e 10 caminhões da própria empresa. 


Fonte: Correio do Estado