Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020

Bill Gates: “50% das viagens a trabalho vão acabar após a pandemia”


Bill Gates: viagens a trabalho e semana toda no escritório estão com dias contados (Chip Somodevilla/Getty Images)

O bilionário Bill Gates acredita que as mudanças trazidas pela pandemia do novo coronavírus ao mundo do trabalho vieram para ficar.

Na visão dele, uma das maiores mudanças na forma de conduzir os negócios está relacionada às viagens de trabalho. “Minha previsão é de que mais de 50% das viagens a trabalho e mais de 30% dos dias no escritório vão acabar”, afirmou em entrevista durante a conferência The New York Times DealBook, na terça-feira (17). A informação foi publicada pelo siteBusiness Insider.

O tipo de viagem de trabalho em que é importante se deslocar a algum lugar para se sentar fisicamente em frente a uma pessoa e discutir algum assunto não será mais o “padrão ouro”, disse. Ele prevê que mais empresas terão mais reservas em fazer esse tipo de viagem.

Sobre trabalhar de casa, “algumas empresas serão extremas, de uma ponta a outra”, afirmou. A rede social Twitter, por exemplo, anunciou que seus funcionários poderão trabalhar de forma remota para sempre, de qualquer lugar.

O bilionário ponderou, porém, o lado negativo das reuniões virtuais em comparação com os encontros ao vivo: inabilidade de conhecer novas pessoas. Ele comentou que não fez novos amigos este ano porque ele nunca encontra pessoas de forma aleatória.

Uma possível solução para isso, segundo o bilionário, está na tecnologia. “Poderia ser feito mais do lado dos softwares para permitir encontros casuais após as reuniões”, afirmou.

Muitas empresas, em especial no mundo da tecnologia, de onde vem Gates, estão reconsiderando o futuro do trabalho. Na Microsoft, fundada por Gates, os funcionários passarão a trabalhar em um modelo híbrido, no qual só precisarão ir ao escritório em metade da semana.


Fonte: EXAME