Sexta-Feira, 15 de Janeiro de 2021

Líder do PCC, já extraditado para o Brasil, foi preso com um fuzil nas mãos


Narcotraficante foi extraditado neste domingo.(Foto: Nelson Cândia)

A Polícia Paraguaia ainda comemora a captura do líder do PCC (Primeiro Comando da Capital), Giovanni Barbosa da Silva, vulgo ‘Bonitão’, recentemente expulso do país. Nesta segunda-feira (11) o Comando Institucional da Polícia Nacional emitiu nota para felicitar os agentes que participaram da prisão do narcotraficante brasileiro.

“O Comando da Polícia exorta todos os seus componentes a continuarem a cumprir a tarefa constitucional e reitera as suas felicitações aos intervenientes, que demonstraram o seu elevado grau de empenhamento”, diz o comunicado.

O líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), foi expulso do país ao meio-dia deste domingo (19), depois de frustrada uma tentativa de resgate no Departamento de Investigações de Pedro Juan Caballero.

Segundo informações policiais, ‘Bonitão’ foi preso nas vias públicas quando estava a bordo de uma caminhonete durante a noite de sábado. De suas mãos, foi apreendido um fuzil da marca MOE, modelo FN15, série FNCR 001854, origem EUA, calibre 5.56 / .223, com dois carregadores e dois celulares iPhone.

De acordo com o promotor Lorenzo Lezcano, encarregado do caso, o narcotraficante possui um mandado de prisão preventiva no Brasil por crimes de tráfico de drogas, tráfico e promoção de armas, constituição, financiamento e integração de organização criminosa.

Bonitão, que também é conhecido pelo codinome Coringa, foi detido nas instalações da Base de Inquérito Policial do bairro San Gerardo, na capital do Departamento de Amambay. Em seguida ele foi entregue à Polícia Federal da cidade de Foz do Iguaçu.


Fonte: Midiamax