Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2021

MS é um dos estados que mais comprou "milagres" contra a covid-19


Foto: Ilustrativa

Mato Grosso do Sul é a 5º unidade da federação que mais comprou alguns dos principais medicamentos apontados como "milagrosos" contra a covid-19. Sem comprovação científica, mas com aval por parcela importante dos profissionais de saúde, a ivermectina, hidroxicloroquina e azitromicina apresentaram aumentos expressivos na quantidade de vendas durante 2020.

Comparando o total de vendas nas farmácias desses três produtos em relação ao total de habitantes, o Distrito Federal é o que mais registrou vendas desses três produtos juntos. Seguido de Goiânia, Tocantins e Rondônia, com base em dados da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). 

No começo da pandemia, em março, a Anvisa incluiu a cloroquina e a hidroxicloroquina no rol dos medicamentos com receita controlada. Contabilizando vendas por todo o Brasil, foram 21.355 caixas vendidas em março e 101.703 em abril, um aumento de quase cinco vezes. 

Em julho, o órgão passou a incluir a ivermectina, que teve aumento de quase quatro vezes a partir do primeiro mês de regulamentação (julho e agosto). Já a azitromicina é um remédio controlado há bastante tempo no País - mesmo assim, entre abril e junho, a quantidade mais do que dobrou (foram 142.392 caixas vendidas indo para 302.264).

Os três medicamentos foram frequentemente receitados contra a covid-19 pelo governo federal. Mato Grosso do Sul disponibilizou a cloroquina em agosto a aqueles municípios que a desejassem. 


Fonte: Campo Grande News