Sexta-Feira, 05 de Marco de 2021

Sistema de controle de vacinação será lançado pelo Governo do Estado para evitar "fura filas"


Vacinômetro é o nome da ferramenta online que coletará os dados de todos os vacinados para que não ocorra fraudes
Sistema de controle de vacinação será lançado pelo Governo do Estado para evitar "fura filas" - Divulgação

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul lançará ainda esta semana o Vacinômetro, ferramenta para auxiliar na transparência das vacinações contra Covid-19 no Estado.

Em fase de teste, o banco de dados disponibilizará informações como o número de vacinados por município e estado, total de vacinas recebidas, aplicação das doses por grupos prioritários. 

Além de livre acesso para todos que queiram acompanhar o plano de imunização sendo executado no Estado.  

A iniciativa visa o controle dos imunizantes enviados para o Estado pelo Governo Federal, para que não haja fraude no processo de imunização da população, evitando os famosos "fura filas". 

O mecanismo de controle estará disponível no Painel Mais Saúde, aonde se encontram outras ferramentas desenvolvidas pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação (CTEC) da Secretária de Estado de Saúde (SES), para o combate da pandemia do novo coronavírus

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, a população poderá acompanhar a situação quanto a imunização em cada município e do Estado todo.  

Para o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Corrêa Riedel, a transparência tem papel fundamental na garantia do acesso à informação e a ampliação da participação popular. 

“Da mesma maneira que somos transparentes sobre o número de contaminados, taxa de ocupação dos leitos, seremos em relação à vacina. As informações têm que estar disponíveis ao cidadão para que ele saiba a respeito do número de vacinados, as prioridades do momento e quantidade de vacinas entregues aos municípios”.

Ajustes

Em fase de testes, o coordenador de Tecnologia da SES, Marcos Espíndola de Freitas, explica que informações encaminhadas por municípios tem sido coletadas para que sistema de informação seja seguro.  

“Estamos colhendo as informações enviadas pelos municípios vacinadores que serão úteis para a publicação. Os dados estão sendo tabulados e conferidos, ainda é preciso ter muita cautela para fazer essa conferência e fazer a recepção destas informações. Nós queremos garantir que a publicação seja a mais fidedigna possível”, pontuou.  

De primeiro momento o sistema vai contar com metas que foram estabelecidas pelo ministério da Saúde e as doses aplicadas pelas cidades, informa Marcos.  

Sistema Nacional

Uma segunda versão está em construção de forma simultânea, que pode entrar em operação até a semana que vem informa o coordenador de tecnologia, que possibilitará acessoa aos dados nacionais dos vacinados.  

“Nesta, nós teremos acesso à conexão do sistema nacional que está em fase de testes pelo Ministério da Saúde, onde será possível saber quem vacinou, qual dose recebida, quando e onde foi vacinado. Teremos acesso direto aos bancos de dados do sistema federal, com atualizações em tempo real”.

Governo do Estado junto ao MP investigam políticos

O prefeito de Nioaque, Valdir Couto de Souza Júnior (PSDB), está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual (MPMS) após ser flagrado em imagens em que ele aparece recebendo a primeira dose da vacina contra a Covid-19. 

Segundo o Plano Nacional de Imunização (PNI), nessa primeira fase são prioritários: profissionais da saúde, idosos acima de 75 anos, acima de 60 que estão em instituições (asilos) e indígenas.  

Em sua alegação, o prefeito que também é dentista, afirmou que faz parte da área da saúde e, por esse motivo, tinha direito ao imunizante nessa primeira fase. 

Além disso, afirmou que está na linha de frente do combate à doença, já que pertence à comissão da Vigilância Sanitária que elabora medidas para o enfrentamento da pandemia.  


Fonte: Correio do Estado