Domingo, 18 de Abril de 2021

Conta de luz ficará mais cara em 2021, entenda o aumento


Segundo Aneel, valores das contas vão aumentar pela falta de arrecadação por meio de bandeira tarifária em 2020
Segundo Aneel, valores das contas vão aumentar pela falta de arrecadação por meio de bandeira tarifária em 2020 - Reprodução

Em 2021, os consumidores terão que pagar R$ 3,1 bilhões a mais nas contas de luz para cobrir o déficit na arrecadação da bandeira tarifária em 2020, conforme dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 

A conta de luz ficará mais cara porque a cobrança da bandeira tarifária ficou suspensa até o dia 31 de dezembro por decisão da Aneel, não houve cobrança extra na conta de energia, que adotou a medida para aliviar os impactos, devido a pandemia da Covid-19 na economia do país em 2020. 

De acordo com a Aneel, o custo a ser coberto pelas bandeiras tarifárias foi de R$ 4,45 bilhões, porém, foram arrecadados somente R$ 1,33 bilhão e esse prejuízo precisa ser quitado ainda em 2021. 

Com isso, a diferença deverá ser coberta neste ano por meio de reajuste nas distribuidoras de energia, a agência afirma que não tem estimativa de quanto a conta de luz dos consumidores deve aumentar.

A cobrança foi retomada em janeiro e, desde então, tem encarecido as contas de luz dos brasileiros. Atualmente, a bandeira amarela aplica taxa extra de R$ 1,34 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. 

Segundo o economista Marcelo Moreira, o principal conselho para quem terá dificuldade financeira em pagar os novos rejustes, é tentar negociar esse aumento.

“Durante seis não houve cobrança das bandeiras, esses valores obviamente não ficariam de graça e por esse motivo a conta de energia elétrica ficará mais cara. O consumidor deve ficar atento, pois as concessionárias estão mais flexíveis neste período de pandemia e com certeza ofereceram opções de parcelamentos e alternativas viáveis para todos os bolsos”, destacou ao Correio do Estado.

A bandeira tarifária é um sistema criado em 2015 e que aplica uma cobrança adicional nas contas de luz sempre que aumenta o custo da produção da energia no país, o sistema tem como objetivo informar aos consumidores quando o custo da geração aumenta, permitindo ao cliente gastar menos energia e, assim, pagar uma conta de luz mais barata.

Atualmente as tarifas têm os seguintes valores:

  • Verde: sem cobrança
  • Amarela: R$ 1,34 por 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumida
  • Vermelha patamar 1: R$ 4,16 por 100 kWh
  • Vermelha patamar 2: R$ 6,24 por 100 kWh


Fonte: Correio do Estado