Sábado, 17 de Abril de 2021

Números da Covid-19 seguem altos e mais uma morte é registrada no Município.


Até aqui foram 3.663 pessoas contaminadas, segundo o boletim divulgado nesta terça-feira (23) pelo núcleo de vigilância da Gerência Municipal de Saúde.
Hospital Municipal de Naviraí a beira do colapso. Foto: Arquivo

Foram 67 casos confirmados de coronavírus nas últimas 24 horas e 200 ocorrências nos três últimos dias. Conforme o boletim desta quarta-feira existiam 56 hospitalizados, sendo 47 em tratamento em leitos clínicos e 09 em UTI. Até ontem a tarde eram 183 em isolamento domiciliar.

A cidade registrou ontem mais uma morte pela doença, subindo para 69 o número de vitimas fatal nessa pandemia. De acordo com a Gerência de Saúde 3.556 pacientes foram recuperados.

ESTADO

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, do Governo do Estado (SES), revela que a pandemia está atingindo patamares, ainda, alarmantes. Em 24 horas, 1.092 exames deram positivos para o coronavírus e, com isso, já são 178.250 casos confirmados da doença em Mato Grosso do Sul.

Além disso, em apenas 24 horas cinco pessoas morreram com a doença, somando 3.246 mortes por Covid-19.“Provavelmente deve ter tido mais óbitos, mas não foram registrados devido a inconsistência no sistema oficial”, explicou a secretária-adjunta da SES, Christinne Maymone.  Apenas em fevereiro, foram registrados 300 óbitos.

Das cinco mortes registradas hoje, duas foram de residentes de Miranda, um de Campo Grande, um de Dourados e um de Rio Verde de Mato Grosso do Sul. “Nossa taxa de letalidade, em MS, continua em 1,8”.

De acordo com o Boletim de hoje, 7.890 pessoas estão em tratamento em isolamento domiciliar e 509 hospitalizados, sendo que deste total, 262 estão em leitos clínicos (191  na rede pública e 71 na rede privada) e 247 em leitos de UTI, sendo 199 pelo SUS e 48 na rede privada.

Em relação à disponibilidade de leitos, 90% da disponibilidade na macrorregião de Dourados está comprometida; em Campo Grande, esse percentual subiu consideravelmente e hoje alcança 80%; 70% em Corumbá e 54% em Três Lagoas.

 


Fonte: Redação