Domingo, 18 de Abril de 2021

Eduardo Pazuello pede para deixar comando do Ministério da Saúde


Ministro alegou problemas de saúde; mudança coincide com aumento da pressão pelo “Centrão” por mudanças nas pasta
- Agência Brasil/Arquivo

O ministro da Saúde Eduardo Pazuello pediu, neste domingo (14), para sair do comando da pasta, alegando problemas de saúde. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.  

O pedido de saída coincide com o pior período de agravamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), em que o país vem registrando mais de 2 mil mortes diárias em decorrência da doença, além do o auge da pressão de deputados do Centrão, que pleiteiam mudança no comando da Pasta por considerarem que há má gestão durante a pandemia.

A volta do ex-presidente Lula ao jogo político, onde ele fez um pronunciamento na última quarta-feira (10) também pode ter influenciado na decisão do presidente de mudanças no ministério, principalmente na compra de imunizantes contra a doença.  

No mesmo dia, o presidente apareceu de máscara junto ao seus ministros e mudou o discurso dizendo que o governo é a favor da compra de vacinas, algo que ele vinha negando ao longo da pandemia e incentivar uso de medicamentos sem eficácia científica comprovada, como: ivermectina e hidroxicloroquina.  

Nomes

Ainda conforme o O Glogo, pessoas próximas ao presidente já entraram em contato com dois médicos cardiologistas cotados para substituir Pazuello: Ludhmilla Abrahão Hajjar, professora associada da USP, e Marcelo Queiroga, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia.


Fonte: Correio do Estado