Segunda-Feira, 23 de Setembro de 2019

Mulher é multada em 6 mil depois de abandonar cão que morreu de fome


A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais) e pela Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988.
Cão foi encontrado vivo, mas extremamente debilitado em meio a fezes. (Foto: Divulgação PMA)

Uma moradora de Cassilândia terá de pagar R$ 6 mil em multa por abandonar cachorro e papagaio sem água e alimentação. Depois de resgatado, o cão não resisitiu e morreu. O flagrante ocorreu no sábado (27), depois da denúncia de uma ONG de protetores de animais à Polícia Militar Ambiental. 

Cão e papagaio estavam em casa, sem a responsável, uma mulher de 28 anos que havia viajado e deixado os dois sem comida.

Quando a PMA chegou, o cachorro estava agonizando em meio a fezes. "No quintal da residência em uma área dos fundos, a equipe também verificou um papagaio, que também estava sem alimentação e água. Os Policiais recolheram os animais, juntamente com os participantes da ONG protetora e levaram para cuidados veterinários. O cachorro não resistiu à desnutrição e veio a óbito, logo ao chegar à clínica", detalha a PMA.

Já o papagaio, sem registro, será encaminhado ao CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), em Campo Grande.

A mulher também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais, com pena de três meses a um ano de detenção, bem como por manter animal silvestre ilegalmente em cativeiro, com pena de seis meses a um ano de detenção.


Fonte: Campo Grande News