Terca-Feira, 18 de Maio de 2021

Eleições 2020: prefeito Marquinhos Trad lidera com relativa folga a intenção de votos


Marquinhos tem preferência quase três vezes maior que a segunda colocada
Por Leandro Medina

Se as eleições para prefeito de Campo Grande fossem hoje, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) estaria conquistando mais quatro anos para governar a capital. É o que indica o levantamento do IBP (Instituto Brasileiro de Pesquisa).

O levantamento foi realizado entre os dias 01 e 3 deste mês (julho) ouvindo presencialmente e por telefone 1.500 pessoas a partir dos 16 anos de idade e com domicílio eleitoral em Campo Grande, sendo 54.245% do sexo feminino e 45.754 do sexo feminino. Com intervalo de confiança em 95% e margem de erro de 2,6 pontos percentuais para mais ou para menos.

ESPONTÂNEA

Na pesquisa espontânea, o prefeito Marquinhos Trad alcançou 13,53% das intenções de voto, contra 4,73% da deputada federal Rose Modesto (PSDB). Os eleitores também indicaram suas opções por outras prováveis candidaturas, entre as quais, pela ordem, as do ex-governador André Puccinelli, do MDB (3,93%); do ex-Juiz Odilon de Oliveira, do PDT (3,60%); do procurador de Justiça Sérgio Harfouche, do PSC, (3.26%); do ex-prefeito Alcides Bernal, (2,80); do deputado estadual Coronel David, do PSL (2,26%); do ex-governador Zeca do PT (1,80%); e do vereador Lucas de Lima, do Solidariedade (1,06%. Os demais citados não alcançaram 1% e um grande número (61,32%) de entrevistados forma o exército de eleitores indecisos, que anulam o voto ou votam em branco.

ESTIMULADA COM 15 NOMES

Com 15 nomes apresentados na pesquisa estimulada, os eleitores confirmam também a intenção majoritária de votar em Marquinhos Trad, que recebeu 26,13% das citações. A SEGUIR, Rose (10,33%), Puccinelli (7,13%), Odilon (6,40%), Harfouche (6,13%), Bernal (5,06%), Zeca (4,20%), Coronel David (3,46%), Cabo Almi (2,73%), Delcidio do Amaral (1,93%), Lucas de Lima (1,46%), Jamílson Name (1,20%), Dagoberto Nogueira (1,06%), Paulo Mattos (1,00%) e Adelaido Vila CDL (0,73%). Votos em branco, nulos ou indecisos seriam 21,05%.

ESTIMULADA COM 8 NOMES

Em outra consulta estimulada, mas com oito nomes, Marquinhos mantém a preferência com quase três vezes mais que a segunda colocada – são 31,06% das intenções de voto contra 11,20% creditados a Rose Modesto. Depois aparecem: Puccinelli (9,06%), Juiz Odilon (8,13%), Harfouche (7,20%), Bernal (5,06%), Zeca (4,20%) e Coronel David (4,06%). E para os votos em branco, nulos e eleitores indecisos o índice foi 20,03%.

REJEIÇÃO COM 15 NOMES

O IBP mediu ainda como anda a rejeição aos candidatos, aqueles nos quais os eleitores não votariam de jeito algum. Quem lidera essa estatística negativa é André Puccinelli, com 22,06%, quase o dobro do segundo, Alcides Bernal, com 11,13%. Também são consideráveis as pontuações de rejeição conferidas a Zeca do PT (10,20%), Dagoberto Nogueira (10,13%), Marquinhos Trad (8,06%), Juiz Odilon (7,06%), Rose Modesto (3,20%), Cabo Almi (1,66%) Coronel Davi (1,20%), Paulo Matos (1%). Os demais citados não alcançaram 1%. Os eleitores predispostos a voar em branco ou nulo e os indecisos chegam a 21,72%.

Pesquisa encomendada pelo Jornal Digital Correio do MS foi feita pelo IBP (Instituto Brasileiro de Pesquisa), atende o que dispõe a Justiça Eleitoral, pelo artigo 33 da Lei 9.504 e do TSE nº 23.549/2017. Contato:Ibpassessoria@gmail


Fonte: Correio do MS