Segunda-Feira, 10 de Maio de 2021

Leilão de Usina São Fernando recebe quatro propostas de compra


Valores variam entre R$ 322,5 milhões e R$ 600 milhões
O empreendimento pertencia à família do empresário José Carlos Bumlai, condenado na Operação Lava Jato

A Usina São Fernando, localizada em Dourados, recebeu quatro propostas de aquisição, os envelopes foram abertos ontem (1) em leilão. A companhia tem capacidade para moer 4,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por safra, produzindo 330 mil toneladas de açúcar e 150 milhões de litros de etanol anidro.

Conforme reportagem do Valor Econômico, um dos proponentes é uma pessoa física e os outros três, grupos sucroenergéticos. Além disso, os documentos apresentados durante a audiência não igualaram financeiramente as propostas, sendo necessárias análises que resultem em um Valor Presente Líquido (VPL).

O edital estipulou valor mínimo de R$ 200 milhões para venda, mas a dívida da São Fernando chega aos R$ 2 bilhões. Dois editais chegaram a ser realizados entre 2017 e 2018 para proposta de compra do empreendimento, mas não houve resultados positivos.  

Um dos grupos interessados na São Fernando é a usina Santa Helena, a proposta da companhia é pagar R$ 322,5 milhões parcelados.

Já a Millenium Holding fez uma proposta ainda maior: R$ 351,65 milhões (equivalentes a US$ 65 milhões, convertidos a uma taxa de câmbio de R$ 5,41). 

E a maior proposta para a aquisição da São Fernando é da AGF Indústria Produtora de Açúcar, Etanol e Energia Elétrica, que já possui a usina Terra dos Palmares em Palmares (PE). Sua intenção é pagar R$ 600 milhões ao longo de 15 anos, com carência de três. Assim, seriam pagos R$ 40 milhões todo dezembro a partir de 2024.

Já José dos Santos, representando um consórcio de investidores, foi o responsável pela proposta de R$ 520 milhões, sendo R$ 12 milhões de entrada após 90 dias de homologação do leilão, seguidos de 12 parcelas anuais, com carência de 24 meses. 

Os interessados na São Fernando devem se manifestar nos próximos 14 dias. Após este prazo, eles terão mais cinco dias para defender suas propostas, que serão avaliadas.

Esta é a terceira vez que a Usina São Fernando foi disponibilizada para arremate. O empreendimento pertencia à família do empresário José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e condenado no âmbito da Operação Lava Jato. 

A Usina teve a falência decretada pelo juiz da 5ª Vara Cível de Dourados, Jonas Hass, em junho de 2017. 

Histórico da Usina

A usina foi inaugurada em 2009, na época um dos maiores projetos de produção de açúcar e etanol do País. 

Em 2013 a empresa entrou em recuperação judicial e em junho de 2017, a usina teve a falência decretada pelo juiz Jonas Hass da Silva Junior, que conduz o processo desde o pedido de recuperação.

Considerada a maior geradora de empregos de Dourados até entrar em recuperação judicial em abril de 2013, a Usina São Fernando chegou a empregar, em seu auge, cerca de 3.800 funcionários.

Até o primeiro semestre de 2017, a indústria operava com apenas 30% de sua capacidade, empregando 900 trabalhadores, de acordo com informações repassadas à época pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Açúcar, Etanol e Bioenergia de Dourados e Ponta Porã. 

O maior credor da usina é o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que financiou o projeto. 

No primeiro leilão, em setembro de 2017, o valor mínimo fixado para a venda da usina era de R$ 716 milhões, mas não apareceram interessados.  

Já no segundo certame, não foi estabelecido valor. Na ocasião, foi apresentada apenas uma proposta feita pela empresa Pedra Angular Açúcar e Álcool Participações e Administração no valor de R$ 825 milhões. 

Na época, o juiz Jonas Hass julgou a Pedra Angular “incapaz de assumir tamanho compromisso” e afirmou que o capital social da empresa “é ínfimo ante o tamanho das dívidas, do capital da massa falida e do fluxo de caixa diário da massa falida”.


Fonte: Correio do Estado