Sábado, 12 de Junho de 2021

Quadrilha comete os mesmos crimes a mais de uma década e volta a ser alvo da PF


Nesta segunda-feira foram apreendidos R$ 45 mil em dinheiro, 20 veículos e três motos
Os valores obtidos com a venda das drogas eram usados para lavagem de dinheiro em comércio e financiamento de veículos - Foto: Divulgação/PF

A quadrilha envolvida em tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro do Paraguai para Campo Grande, já foi alvo da Polícia Federal, em 2009, pelos mesmos crimes praticados.

Devido a isso, a operação deflagrada nesta segunda-feira (17), foi denominada como 'Fênix', que significa ressurgimento das cinzas. Há 12, a primeira operação foi desencadeada como 'Litoral'.

Conforme informações da PF, a droga, posteriormente era encaminhada para outros estados e os valores obtidos com a venda dos entorpecentes era usado para lavagem de dinheiro, por meio do comércio e financiamento de veículos.

Foram cumpridos 30 mandados de busca e apreensão e 10 de prisão preventiva.

Os mandados foram expedidos pela 5ª Vara Federal de Campo Grande, com o intuito de confirmar a ligação entre os membros da organização criminosa, além de reforçar os indícios de lavagem de dinheiro.

Durante as investigações foram 12 apreensões de carregamentos de maconha, totalizando 21 toneladas; 18 integrantes suspeitos de integrarem a organização criminosa presos em flagrante por tráfico de drogas.

Ainda foi apreendida a quantia de R$ 68,5 mil em dinheiro durante as abordagens.

A ação contou com 130 policiais federais.

Balanço

A Polícia Federal conseguiu prender nesta segunda-feira, oito criminosos e dois foragidos. Além disso, também foram apreendidos R$ 45 mil em dinheiro, 20 veículos e três motos.


Fonte: Correio do Estado