Terca-Feira, 28 de Setembro de 2021

São Paulo e Racing se reencontram após maratonas em Brasil e Argentina


Racing e São Paulo: calendário movimentado em maio — Foto: Staff images /CONMEBOL

Desde o primeiro confronto, disputado no último dia 5 de maio, São Paulo e Racing encararam maratonas particulares de jogos antes do reencontro, marcado para esta terça-feira, às 21h30 (de Brasília). Tanto no Brasil, quanto na Argentina, o calendário obrigou os dois times a abdicarem da melhor formação na Copa Libertadores, cenário que pode se repetir no Morumbi.

Após o empate sem gols em Avellaneda, o São Paulo entrou em campo quatro vezes. Nas últimas três, o espaço de descanso foi de apenas dois dias entre os duelos importantes contra Rentistas, pela Libertadores, e Ferroviária e Mirassol, pelo mata-mata do Paulistão.

Novamente, diante do Racing, o descanso é curtíssimo e deve obrigar o técnico Hernán Crespo a levar um time praticamente reserva para campo nesta terça-feira. Mesma estratégia que deve ser seguida pelos argentinos, que atuaram três vezes nos últimos 13 dias.

O São Paulo deixou o campo por volta das 22h30 no domingo, e menos de 48h depois vai encarar o Racing, com a possibilidade de assegurar vaga no mata-mata da Libertadores. Uma vitória coloca o time tricolor na etapa mais nobre do torneio, com uma rodada de antecipação.

Ao mesmo tempo, o Racing também chega ao Morumbi diante de um calendário corrido e possivelmente com uma equipe modificada, pensando em uma decisão local. São três partidas desde o confronto diante da equipe de Hernán Crespo no início do mês.

Se o São Paulo projeta as finais de quinta e domingo contra o Palmeiras, o clube de Avellaneda encara o Boca Juniors no sábado, pela semifinal da Copa da Liga Argentina.

Assim como o São Paulo, o Racing entrou em campo duas vezes no espaço de dois dias. No domingo retrasado, a equipe venceu o San Lorenzo por 2 a 0, pela Copa da Liga Argentina.

Na terça, com uma formação mista, repetiu o placar e derrotou o Sporting Cristal no Peru. No dia seguinte, Hernán Crespo também levou a campo uma equipe majoritariamente formada por reservas no empate com o Rentistas, no Centenário.

A partir do triunfo fora de casa, que encaminhou a vaga nas oitavas do torneio sul-americano, a equipe de Juan Antonio Pizzi entrou em campo no domingo e venceu o Vélez Sarsfield nos pênaltis, assegurando vaga na semifinal da competição argentina.

O foco principal, portanto, se direcionou para a semifinal com o Boca, no sábado. Assim como o São Paulo, o Racing vai para o confronto combalido por uma pequena maratona e possivelmente com uma equipe alternativa, priorizando o torneio nacional.


Fonte: Globo