Sábado, 12 de Junho de 2021

Fazendeiro, ex-jogador e primo foram vítimas de pistoleiros na fronteira


As três execuções ocorreram hoje com intervalo de 20 minutos em Capitán Bado
Foto: Ilustrativa

O ataque de pistoleiros nesta sexta-feira (28) em Capitán Bado, cidade paraguaia vizinha de Coronel Sapucaia (a 400 km de Campo Grande), matou o fazendeiro Óscar Pereira, o ex-jogador de futebol de salão Alejandro Riveros e o primo dele, Richad Riveros.

Como é costumeiro em 99% das centenas de execuções ocorridas nos últimos dois anos na fronteira do Paraguai com Mato Grosso do Sul, a polícia ainda não se manifestou oficialmente sobre as mortes.

Dono de propriedade rural nos arredores da cidade, Óscar conduzia uma caminhonete Toyota Hilux prata e levava Alejandro como passageiro. O ex-atleta chegou a defender por três temporadas a seleção badenha de salonismo.

No bairro Mariscal López, já na rodovia que liga Capitán Bado à capital Asunción, os dois foram alvejados por tiros de pistola 9 milímetros disparados por dois homens em uma moto. Os dois chegaram a ser socorridos, mas morreram a caminho do hospital.

Menos de 20 minutos depois, Richad Riveros seguia de moto pela área central quando foi alvejado no meio da rua e caiu morto a menos de 100 metros do território brasileiro.


Fonte: Campo Grande News