Sábado, 12 de Junho de 2021

Fuzis apreendidos pela polícia eram do PCC e seriam usados no controle da fronteira em MS


Divulgação

Os fuzis apreendidos na segunda-feira (31), em Dourados a 225 quilômetros de Campo Grande, seriam da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e foram avaliados em cerca de R$ 30 mil. O armamento de uso restrito estava com o brasiguaio Augusto Cubas, de 32 anos, morador em Pedro Juan Caballero, que alegou estar levando as armas até Sanga Puitã e que ganharia R$ 200 pelo transporte. Augusto seria da facção criminosa PCC que tem célula em Pedro Juan Caballero.

Um dos fuzis era novo e ainda estava desmontado. Cada um foi avaliado em cerca de R$ 15 mil, sendo que segundo o delegado da Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes da Fronteira) Rodolfo Daltro disse são armas de grosso calibre e de uso restrito apreendidas em ações distintas.

O armamento foi apreendido na linha de fronteira, na divisa de Ponta Porã com a cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, quando os policiais visualizaram dois homens que estavam em uma motocicleta sem placas, estando o passageiro com uma mochila nas costas. Ao dar ordem de parada aos homens, eles passaram a fugir, quando teve a perseguição.

Durante a perseguição, o passageiro pulou da motocicleta, e passou a fugir em direção ao território paraguaio, sendo capturado. Ao ser vistoriada a mochila foi descoberto um fuzil calibre 5.56, marca Colt, de uso restrito. Questionado, ele disse que receberia R$ 200 para transportar o fuzil do bairro Residencial 1, em Ponta Porã, até o distrito de Sanga Puitã.

Sobre a pessoa que pilotava a motocicleta, o preso disse não conhecê-lo. Ele foi preso em flagrante pela prática de posse ilegal de arma de fogo. Já por volta das 14 horas de segunda (31), os policiais foram verificar uma denúncia de que em um imóvel desocupado, que proprietário foi assassinado no ano passado, estaria ocorrendo uma negociação à aquisição de armas de fogo.

No local estavam três autores que fugiram pelos fundos do imóvel. Na casa, os policiais encontraram outro fuzil Colt, calibre 5.56, envolto em um plástico. Também, foram identificados indícios de que o imóvel está sendo utilizado como entreposto para o armazenamento de drogas.


Fonte: Midiamax