Sábado, 12 de Junho de 2021

Sem leitos, mais 9 pacientes com Covid-19 são transferidos para Rondônia


Pacientes de Dourados e Eldorado são encaminhados para hospital de Porto Velho nesta sexta-feira
Enviando pacientes para outros estados por falta de leitos, Mato Grosso do Sul vive pior momento da pandemia - Divulgação

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), Mato Grosso do Sul envia mais nove pacientes para Porto Velho, capital de Rondônia, para tratamento da Covid-19 nesta sexta-feira (4), devido à falta de leitos.

Os doentes são residentes de Dourados e Eldorado, sendo cinco mulheres com idades de 79 anos, 68 anos, 58 anos, 52 anos e de 29 anos e quatro homens de 29 anos, 55 anos, 51 anos e 32 anos.

O transporte aéreo será realizado com avião da Força Aérea Brasileira (FAB) nesta sexta-feira (4) às 12h e 18h, horário de Mato Grosso do Sul.

Na última quarta-feira (2), um paciente do município de Bonito foi encaminhado à Porto Velho. 

Ele foi o primeiro sul-mato-grossense a ser enviado para outro Estado para tratamento da doença. 

De acordo com o secretário da SES, Geraldo Resende, o Estado de Rondônia ofereceu dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) à Mato Grosso do Sul.

“É um ato de reciprocidade, pois em janeiro deste ano, o Estado de Rondônia precisou dos leitos do Hospital Regional que é do Governo do Estado", disse.

"Agora, eles retribuem de forma generosa, leitos que poderão ser utilizados por pacientes de Mato Grosso do Sul lá em Porto Velho (RO)”, acrescenta.

O Espírito Santo também havia ofertado leitos, mas o governador Renato Casagrande (PSB) anunciou ontem (3) que a prioridade é tratar pacientes capixabas e não de outros estados.

Boletim

Em fila de espera, 292 pacientes aguardam por uma vaga em hospital, de acordo com o Boletim Epidemiológico da SES desta quinta-feira (3).

Na Central de Regulação da Capital, 189 enfermos esperam por uma vaga, sendo 162 apenas de Campo Grande.

Já na Central de Regulação de Dourados, 63 pessoas estão no aguardo por um leito em hospital e na Central de Regulação do Estado (CORE), esperam 40 pacientes.

São 1.337 pessoas hospitalizadas, sendo 797 em leitos clínicos (581 público; 216 privado) e 540 em leitos de UTI (411 público; 129 privado).

A ocupação global de leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) na macrorregião de Campo Grande está em 100%, Dourados em 97%, Três Lagoas 99% e Corumbá 100%.


Fonte: Correio do Estado