Sábado, 24 de Julho de 2021

Governo avalia impactos da manifestação de rua no sábado


Manifestação_paulista | Edilson Dantas - O Globo

Na ótica do governo, as manifestações em todas as capitais e DF no sábado pedindo "Fora Bolsonaro" só tiveram público expressivo em São Paulo e serviram, de acordo com um ministro com assento no Palácio do Planalto, "para medir o tamanho do inimigo".

O Planalto avalia também, e usará tal tecla nas falas governamentais daqui para frente, que "acabou o discurso da oposição contra aglomerações na pandemia".

Manifestações contra o governo de Jair Bolsonaro ocorreram neste sábado (19) em capitais pelo Brasil. Os manifestantes pedem mais vacinas contra o coronavírus, a volta do auxílio emergencial no valor de R$ 600, mudanças na política ambiental e o impeachment do presidente.

Os atos foram registrados em 25 capitais e no Distrito Federal ao longo do dia, segundo levantamento da Agência CNN. Entre as capitais estão Aracaju (SE), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Boa Vista (RR), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Macapá (AP), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio Branco (AC) e Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP), Teresina (PI) e Vitória (ES). Cidades do interior também registraram manifestações.

 


Fonte: CNN/BRASIL