Sábado, 24 de Julho de 2021

De cassetetes a algemas, Exército licita R$ 454 mil para "Garantia da Ordem"


Licitação será na modalidade registro de preços, com aquisição conforme necessidade das unidades .
Certame foi aberto para atender 20º Regimento de Cavalaria e unidades de Campo Grande (Foto/Divulgação)

Licitação aberta pelo 20º Regimento de Cavalaria Blindado em Campo Grande fará registro de preços para aquisição de material de “Garantia da Lei de da Ordem”, conforme edital publicado hoje no Diário da União. Entre os 15 itens com valor total estimado em R$ 454,757 mil, estão bastões antitumulto (cassetetes), algemas, furadores de pneu e detectores de metais.

A GLO (Garantia da Lei e da Ordem) são realizadas exclusivamente por ordem expressa da Presidência da República e, segundo Ministério da Defesa, ocorrem nos casos em que há o "esgotamento das forças tradicionais de segurança pública, em graves situações de perturbação da ordem".

Pela publicação, as propostas devem ser entregues hoje, por meio do site de compras. Será adotado para o envio de lances no pregão eletrônico o modo de disputa “aberto”, em que os licitantes apresentarão lances públicos e sucessivos.

O contrato tem validade de 12 meses e se trata de ata de registro de preços, com compra dos itens conforme a demanda do 20º Regimento e unidades da guarnição de Campo Grande. Na justificativa, consta que o regimento, “particularmente, depende do provimento destes materiais a serem licitados para manter as atividades normais da OM (organização militar)”.

Foram listados 15 itens que irão compor a ata e totalizam R$ 454.757,60:  são 400 cones de sinalização, 320 sinalizadores de trânsito, 184 lanternas elétricas, 60 algemas de aço inoxidável para pulsos e tornozelos, 250 óculos de proteção, 210 bornais militares de perna (tipo pochete), 107 coldres de perna, 542 bandoleiras (correias), 640 torniquetes, 38 bastões antitumulto de aço, 27 detectores de metais, 22 perfuradores de pneu (bloqueador anti-fuga), 16 megafones, além de mais 36 sinalizadores de trânsito e o item de maior valor, 78 aparelhos navegadores (GPS), calculado em R$ 218,117 mil.

De acordo com contrato, a cada 180 dias os valores serão revistos com os de mercado e, caso esses sejam menores, o fornecedor será convocado para negociar a redução de preços.


Fonte: Campo Grande News