Sábado, 24 de Julho de 2021

Município decreta lockdown após bebê morrer e saltar para 2ª pior incidência por Covid


Prefeitura restringiu até mesmo a abertura de comércios considerados essenciais
Imagem ilustrativa. - (Foto: Divulgação/Prefeitura de Chapadão do Sul)

A Prefeitura de Chapadão do Sul publicou um novo decreto, nesta terça-feira (20), determinando lockdown por um período de quatro dias, quando até mesmo os supermercados – atividade considerada essencial – estarão proibidos de abrir. A medida passa a valer a partir desta sexta-feira (23).

Conforme o documento, algumas suspensões terão início já nesta quarta-feira (21) e seguem até a próxima terça-feira (27). Nesse período de seis dias, está proibida a realização de festas como aniversários, casamentos, batizados e reuniões familiares.

Além disso, atividades esportivas de todas as modalidades, inclusive atividades físicas em academias, estúdios ou quadras, campos e ginásios de esportes também estão suspensas. O documento apresenta uma nova leva de suspensões que passa a valer a partir desta sexta-feira (23) e se somam às apresentadas anteriormente.

Entre sexta-feira (23) e segunda-feira (26), além das suspensões já citadas, estarão proibidas todas as atividades escolares, comerciais (inclusive supermercados, bares e conveniências), empresariais, de prestação de serviços, de serviços públicos, esportivas, recreativas e religiosas de todos os cultos.

Não se incluem na suspensão os comércios de fornecimento de medicamentos e de combustíveis e as atividades de mão de obra da construção civil, atividades agrícolas e agropecuárias e atividades de produção de derivados da cana-de-açúcar e milho.

Os restaurantes poderão exercer suas atividades somente no sistema de delivery. A Prefeitura informou que, em contrapartida à suspensão das atividades em dias úteis, serão antecipadas as comemorações do Dia da Independência do Brasil e do Dia da Criação do Estado de Mato Grosso do Sul.

Multas

Em caso de infrações das determinações públicas, a prefeitura estipulou multas, não alteradas com a vigência do decreto. O valor da multa por infração é de:

R$ 1.000,00 a R$ 10.000,00 para pessoas físicas;

R$ 5.000,00 a R$ 20.000,00 para pessoas jurídicas.

Morte de bebê

Vale lembrar que o município registrou a morte de um bebê de apenas três meses, que não possuía comorbidades. Os sintomas começaram no dia 5 de julho. No dia 9, foi realizado o teste de covid, que deu positivo. No dia 12 de julho, o bebê foi levado ao hospital, sendo transferido para o Hospital Regional de Campo Grande. Ele ficou intubado até quinta-feira (15), quando não resistiu e faleceu.

Sem alterações no prosseguir

Apesar das severas medidas publicadas pelo executivo municipal de Chapadão do Sul, a cidade não sofreu alterações no mapa do Prosseguir, divulgado pelo Governo Estadual para definir as medidas que devem ser adotadas pelos municípios de acordo com o grau de risco classificado através de cores.

Na última atualização, realizada nesta quarta-feira (21), Chapadão do Sul é classificada na bandeira vermelha – a segunda mais alta – sendo a mesma classificação atribuída na penúltima atualização, divulgada dia 7 de julho, há duas semanas.

Ainda com a classificação vermelha, o último boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), nesta terça-feira (21), coloca Chapadão do Sul em segundo lugar na taxa de incidência entre os municípios de MS, com uma taxa de 17.862 casos a cada 100.000 habitantes, atrás apenas de Ivinhema.


Fonte: Midiamax