Terca-Feira, 28 de Setembro de 2021

Chefe de organização criminosa é preso em operação conjunta da Polícia Federal e Militar


A ação, que tem o nome de Operação Celeritas, aconteceu no último sábado

A Polícia Federal e a Militar de Mato Grosso do Sul cumpriram mandado de prisão preventiva contra o principal alvo investigado na Operação Celeritas, deflagrada pela Polícia Federal no dia 7 de julho.

A ação aconteceu no último sábado (14) e o mandado foi expedido pela Justiça Federal de Naviraí.

O homem que foi preso era o chefe da organização criminosa voltada ao contrabando de cigarros paraguaios, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. 

No dia da operação ele conseguiu fugir, mas os policiais conseguiram prender.

Além de chefiar a organização criminosa, também cuidava de diversos pontos relacionados à ilegal introdução de grande quantidade de cargas de cigarros paraguaios no território nacional, envolvendo também a sua distribuição e o comando de mateiros, olheiros, motoristas e batedores, para dificultar a ação policial. 

Ele era uma das peças chaves da organização e estava foragido desde o dia que o mandado foi expedido, e foi encontrado escondido em uma fazenda, na região de Eldorado

O preso foi submetido ao exame de corpo de delito e seu destino é a Penitenciária de Naviraí, onde ficará à disposição da Justiça Federal, com outras vinte pessoas já presas por conta da mesma operação policial. 


Fonte: Correio do Estado