Segunda-Feira, 06 de Dezembro de 2021

Geração de emprego nos oito primeiros meses de 2021 é mais que o dobro de todo ano passado


Entre os meses de janeiro e setembro, foram disponibilizadas 23.343 oportunidades em todo Estado.
Foto: Edemir Rodrigues

A vacinação em massa da população sul-mato-grossense também tem contribuído para que a geração de empregos formais, com carteira assinada, volte a crescer no Estado após mais de 1 ano e meio de pandemia. 

Enquanto em 2020 o saldo foi de 12.456 novas vagas entre os meses de janeiro a dezembro, o ano de 2021 já contabiliza 34.032 só entre janeiro e agosto. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O saldo deste ano é puxado pelo setor de serviços que acumulou 14.511 no período. Na sequência o comércio com 8.335, seguida da indústria com 5.030, agropecuária com 3.153 e construção com 3.003.

A Fundação do Trabalho tem papel fundamental nesse processo. Além da Capital, a Funtrab está presente em 32 municípios do Estado promovendo cursos de qualificação e fazendo o meio de campo entre o trabalhador e o empregador. 

Entre os meses de janeiro e setembro, foram disponibilizadas 23.343 oportunidades em todo Estado. Do total de inscritos, foram encaminhados 55.269 candidatos para entrevista, e 13.806 foram contratados e inseridos no mercado de trabalho. Vale destacar que após análise curricular, são encaminhados em média três candidatos para entrevista de cada vaga. Caso não haja contratação, o currículo cadastrado continua ativo no banco de dados da instituição. 

Uma das maiores dificuldades no começo da pandemia, na avaliação do diretor presidente da Funtrab, Marcos Derzi, eram as longas filas que começavam às 5h e se estendiam por boa parte do dia. O lançamento do aplicativo MS Contrata Mais possibilitou que o candidato se organize e vá até a fundação no horário agendado. 

Já com relação às perspectivas, Derzi, destaca a fase crescente devido a imunização avançada e a vida voltando a uma nova realidade. “O nosso desemprego está caindo. Mato Grosso do Sul caiu do mês passado para esse mês 0.4 a taxa de desemprego ficando abaixo de 10%, sendo que a média nacional é 15%. Somos o 4° maior estado em índice de desemprego caindo, só perdemos hoje para Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso. Na geração de emprego somos proporcionalmente o 2°. Tudo isso contribui para um cenário favorável daqui pra frente, emprego aumentando, economia melhorando. Tudo isso é fruto de um conjunto de ações duras tomadas lá atrás e hoje estamos colhendo bons frutos”, destaca. 

As vagas em todo Estado são divulgadas semanalmente no site da Funtrab e também por meio do aplicativo MS Contrata + para Trabalhadores, onde os interessados podem conferir o detalhamento das ocupações e se candidatar a uma delas. 


Fonte: Mireli Obando, Subcom