Terca-Feira, 07 de Dezembro de 2021

EUA: Pesquisa aponta que 80% dos trabalhadores querem uma semana de 4 dias


Ideia de menos dias nas empresas não é nova, mas a pandemia e o excesso de trabalho que veio com ela revigoraram os defensores da proposta
Ilustração

Uma lição importante do fenômeno que vem acontecendo nos Estados Unidos, chamada de “a grande demissão” está se tornando cada vez mais clara: é hora de cortar o dia da semana de trabalho.

Os trabalhadores americanos estão pedindo demissão em números recordes – 4,3 milhões em agosto e outros 4,4 milhões em setembro. Os gerentes de todos os setores estão tendo problemas para contratar, mesmo quando aumentam os salários e oferecem incentivos.

Mas uma nova pesquisa oferece suporte para uma solução não tão radical, mas ainda incomum: a semana de trabalho de quatro dias.

Pesquisadores da firma financeira Jefferies perguntaram a jovens americanos (de 22 a 35 anos) que haviam deixado seus empregos recentemente o que seus ex-chefes poderiam ter feito para persuadi-los a ficar.

Trinta e dois por cento disseram que teriam ficado se tivessem recebido a oferta de uma semana de trabalho de quatro dias. Essa foi a segunda resposta mais comum, logo atrás dos 43% que teriam ficado por mais dinheiro.

O estudo também descobriu que 80% dos entrevistados apoiam uma semana de trabalho de quatro dias. Quanto aos 20% restantes: Apenas 3% disseram ser contra uma semana mais curta e 17% foram “neutros”. Entre os trabalhadores com diploma de bacharel, “sentir-se exausto” foi a razão número 1 pela qual desistiram.


Fonte: CNN