Terca-Feira, 18 de Janeiro de 2022

Fraudes no auxílio emergencial somaram R$ 100 milhões em quatro meses


Inscrições usando números irregulares de CPF ocupam o topo das irregularidades
Ilustração

Um levantamento feito pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para acompanhar os dados referentes a fraudes no pagamento do Auxílio Emergencial mostrou que, entre os meses de abril e julho de 2021, pouco mais de 350mil pessoas receberam irregularmente o valor do benefício. Ao todo, as irregularidades somaram um prejuízo de mais de R$ 100 milhões ao governo federal.
 
Inscrições usando números irregulares de CPF ocupam o topo das irregularidades, configurando 127 mil fraudes. Em segundo lugar estão os cadastros de pessoas que já recebiam benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), sejam aposentados, sejam pessoas em licença médica. Estes configuraram um total de 114mil cadastros irregulares.


Fonte: Diário MS